segunda-feira, 12 de outubro de 2015

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

1 Ano Trabalhando na Escolinha

Olá pessoal!


Depois de longas férias, estou aqui de volta para continuar compartilhando com vocês o cotidiano na Escolinha Infantil St. Rupert.

Semana passada iniciaram às aulas e este ano temos 8 novas crianças. =D

Como já destaquei no Post "Medo no primeiro dia de aula", muitos pais ficam geralmente mais inseguros que às próprias crianças... porém desta vez quem ficou fui eu..rsrsrsr.

Um pai muito simpático e conversador de uma das novas crianças é Bavariano... e falar com ele já de manhã cedo, é uma dureza!!!

Para quem não sabe, eu moro em Munique que fica no sul da Alemanha. 
A capital chama-se Bavária (Bayern) e aqui eu tenho uma dificuldade enoooorme de entender este dialeto "o bávaro".

Assim como no Brasil, aqui na Alemanha existem dialetos e logo que cheguei em Munique em 2013, aprendi o "alemão padrão", mas mesmo assim ainda sofro quando os pais começam a falar comigo neste dialeto que só fazendo um curso extra para entender...risos.

Para aquelas pessoas que desejam conhecer a Alemanha, não se preocupem, pois a maioria das pessoas falam o alemão padrão, porém se estão aqui apenas para turismo, o inglês já dá para sobreviver, até mesmo na Escolinha Infantil! =D


Obrigada pela atenção
Se inscreva no site para receber os Posts em primeira mão!


#bavariano

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Historinha de criança - Não quero mais brincar...

Olá pessoal

Vou compartilhar com vocês, como é difícil envolver uma criança numa atividade que exige concentração e principalmente quando ela fala "Eu não quero mais fazer esta atividade!".

Semana passada recebemos uma balança de medição e automaticamente elaborei uma atividade com às crianças.
Separei alguns objetos para trabalharmos a percepção de diferentes materiais (madeira, plástico, vidro, etc) e a comparação do que é leve ou pesado.

Separei seis crianças para esta atividade e ao meu lado coloquei àquelas que têm dificuldade de concentração.
Ao terminar a explicação, às crianças poderiam buscar dentro da sala, objetos para  serem pesados e foi neste momento que:

- Valniza, eu não quero mais fazer experimento.
- Oscar, mas por quê não?
- Eu quero ir para outra sala brincar!

Neste momento fiquei super desmotivada, mas aquela "vozinha" susurrou uma idéia.
- Oscar, eu vi que você trouxe um carrinho super legal, você não gostaria de pesar ele?
Geeeeeennnteeee, nem preciso dizer sobre a alegria que ele ... e eu naturalmente ficamos!

Bom, se eu posso dar uma dica para vocês seria... conheçam suas crianças, saibam do que elas gostam, qual o interesse delas, suas qualidades, suas dificuldades, etc, pois nesta hora, quando vocês precisarem motivá-los, não precisarão brigar, obrigar, dar chocolate para convencê-los, etc.. porque vocês terão simplesmente a chave da motivação de cada um!






http://www.kidznscience.co.uk/
Foto

Obrigada pela atenção!

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Dia Mundial da Criança =D



#diamundialdacriança #1dejunho

Quantos filhos quero ter? (última parte)

Olá pessoal

Para finalizar, iremos tratar sobre aquela família que deu continuidade com o terceiro filho, o quarto e etc... 

Bom, para às crianças que se posicionam no meio deste grupo de irmãos (como por exemplo euzinha no meio de dois irmãos e uma irmã mais velha ...rsrsrsr) existem algumas vantagens e desvantagens.

A criança do meio tem a possibilidade de ter uma orientação por parte dos irmãos mais velhos e ainda tem os irmãos mais novos para conversar quando estiver chateada, bem como parceiros na brincadeira!

De um outro lado a criança do meio é obrigada a dividir tudo com todos os outros irmãos, recebe coisas usadas dos mais velhos e ainda tem que obedecer as regras ditadas pelos mais velhos.
A criança do meio se sente como um "Sanduíche", com dificuldade em definir seu local dentro da família ou expressar suas idéias, porque recebe constantemente melhores idéias de todos ao seu redor. 

Uma dica fundamental é que os pais respeitem as características de cada um como únicas, mas lembrando que estas são mutáveis. 
Com uma boa orientação dos pais, cada um pode usufruir de sua personalidade, sem invadir o espaço do outro. =D





Espero que tenham gostado
Obrigada pela atenção
Por favor compartilha! =D